Aufrufe
vor 3 Jahren

ONELIFE #36 – Brazilian

  • Text
  • Rover
  • Carro
  • Primeiro
  • Rovers
  • Anos
  • Mundo
  • Motor
  • Primeira
  • Aventura
  • Jaguar
Land Rover’s Onelife magazine showcases stories from around the world that celebrate inner strength and the drive to go Above and Beyond. This special issue of Onelife marks Land Rover’s 70th anniversary – a celebration of unparalleled achievement and pioneering innovation. We bring you the incredible story of how we reunited an original 1948 car with its former owners, as well as looking back at Land Rover vehicles’ most intrepid expeditions around the globe.

A ORIGEM DA ESPÉCIE

A ORIGEM DA ESPÉCIE 1948 | É selecionada a construção em alumínio até hoje uma característica inconfundível | Revelado no Salão do Automóvel de Amsterdã em 30 de abril | O primeiro carro é licenciado no Reino Unido em maio | Começa a produção plena em agosto | O Rei George VI recebe o 100º carro montado O começo oficial da Land Rover foi no Salão do Automóvel de Amsterdã, em 30 de abril de 1948, quando três Land Rovers pré-produção (números 7, 5 e 3) foram revelados ao público pela primeira vez. O local pode parecer incompatível com um carro que se tornaria um ícone britânico: um embaixador de seu país de origem em quase todas as outras nações do mundo e um item de exportação tão importante e respeitado quanto o algodão de Manchester e o aço de Sheffield. Mas você deve levar em conta que se tratava de um projeto em rápida evolução, sem preocupação com as aparências, e que o Salão do Automóvel de Amsterdã, respeitado internacionalmente, foi apenas o primeiro a acontecer depois de o Land Rover ter sido projetado e de os primeiros protótipos terem sido montados. FIGURAS PATERNAS Maurice Wilks era diretor de engenharia da Rover. Também era agricultor e sabia que os outros agricultores britânicos precisavam de um veículo utilitário acessível, leve e incansável. E o mais urgente: a economia britânica, que se recuperava da devastação da guerra, precisava de novos produtos de nível internacional que pudesse exportar. Um fato célebre é que Maurice desenhou pela primeira vez sua resposta a essas duas necessidades na areia de Red Wharf Bay, no norte de Gales, em princípios de 1947. O irmão Spencer era diretor-executivo da Rover e o estava acompanhando numa caminhada na praia naquele dia. Os dois perceberam que tinham descoberto algo. No verão, eles tinham construído seu primeiro protótipo, mas, com o volante na posição central, ainda não se tratava de um Land Rover de verdade. Em outubro de 1947, o conselho da Rover aprovou o projeto e, em março de 1948, foi montado o primeiro protótipo de um genuíno Land Rover. Posteriormente, ele foi licenciado com a placa HUE 166 e existe até hoje: está no British Motor Museum e é frequentador assíduo de reuniões e eventos da Land Rover. Apenas um ano tinha se passado, sendo que, no caso dos carros modernos, podem transcorrer cinco anos do primeiro esboço à estreia numa exposição de carros. Aliás, 1948 foi um ano que se caracterizou por acontecimentos inéditos: o lançamento oficial do Land Rover aconteceu em abril em Amsterdã (vide página 18), o primeiro Land Rover foi licenciado para rodar em maio e, em agosto, os primeiros veículos de produção plena começaram a sair da fábrica de Solihull. Isso só foi interrompido em janeiro de 2016. O projeto de Maurice e a decisão de Spencer de apostar nele foram ações rápidas, instintivas e brilhantes. Mas os irmãos não acertaram em tudo. Achavam que poderiam vender 50 Land Rovers por semana, e o conselho superior da Rover aprovou a capacidade de montagem de até 100 por semana e uma produção inicial de 2.000 unidades. O sistema de números de série previa vendas de apenas quatro dígitos por ano, mas, no segundo ano completo de produção, foram fabricados quase 16.000 e, em 1954, havia 100.000 veículos rodando! O esquema de numeração foi logo alterado. Maurice também achava que os compradores desejariam uma versão mais confortável do Land Rover; então, em 1948, a prestigiosa fabricante de carrocerias Tickford foi contratada especialmente para produzir uma Station Wagon com estrutura de mogno capaz de acomodar grupos de tiro de sete pessoas. Foi uma previsão genial do futuro mercado de veículos 4x4 mais versáteis e luxuosos, que a Land Rover criaria e dominaria com o Range Rover. No entanto, essa Station Wagon estava à frente de seu tempo e talvez fosse um tanto cara, ao preço de £ 1.000 no Reino Unido, em comparação com as £ 450 da versão padrão. A produção foi interrompida sem alarde, mas, em 1953, surgiu uma Station Wagon mais utilitária, fabricada pela própria empresa, que se tornou um alicerce da linha de produtos e um sucesso de vendas. CLIENTELA REAL O rei George VI se tornou o primeiro proprietário real de Land Rover logo no primeiro ano de produção, quando foi presenteado com o 100º exemplar fabricado. Não demorou para que, em 1951, a Land Rover recebesse seu primeiro Royal Warrant, a autorização real de fornecedor. Hoje, ela detém todas as três autorizações, e os membros da Família Real a escolheram para uso tanto no âmbito público como no privado. Alguns Land Rovers Série I foram convertidos em veículos State Review para o jovem casal real na década de 1950 e foram pintados da cor preferencial, o Royal Claret, com uma risca fina vermelha. Porém, os membros da Família Real também gostam de dirigir seus próprios Land Rovers, e não só de andar como passageiros. Nos anos 1970, Sua Majestade Real e os filhos foram vistos em eventos equestres em seu Série III fabricado naquela década, muitas vezes sentados no teto para poderem ver melhor. Mas o 110 de 1983 com motor V8 da Rainha é provavelmente o Land Rover Real mais conhecido, chegando a ser reproduzido fielmente para uma cena do filme A Rainha, de 2006. FOTOS: BRITISH MOTOR MUSEUM HERITAGE TRUST (6), NICK ANSELL / PA IMAGES 12

RIGHT XXXXXX | É lançada a versão Tickford Station Wagon 1949 | Primeiro pedido do exército, a cor muda para verde-bronze 1950 | Primeira missão militar na Coreia 1953 | É lançado o 107, primeira versão com chassi longo 1954 | Primeiro carro entregue à Cruz Vermelha “ O Land Rover Defender esteve ao meu lado mais vezes do que consigo lembrar. É conhecido e respeitado por mim e por muitos outros aventureiros por sua alta confiabilidade, e foi uma honra ser convidado a participar da montagem do carro de número dois milhões.” BEAR GRYLLS, AVENTUREIRO 01 02 PHOTOGRAPHY: XXXXXXXXX XXXXXXX XXXXXXXXX 03 04 05 01 Spencer Wilks 02 Maurice Wilks 03 Em boa companhia com o dono, Sir Winston Churchill 04 A Tickford Station Wagon, baseada na Série I, foi possivelmente o primeiro SUV de luxo 05 A capacidade está no âmago de cada Land Rover 13