Aufrufe
vor 2 Jahren

Jaguar Magazine 01/2018 – Brasilian Portuguese

  • Text
  • Jaguar
  • Carro
  • Anos
  • Carga
  • Autonomia
  • Desempenho
  • Mundo
  • Tecnologia
  • Tudo
  • Arte
The future of mobility! By launching the new I-PACE, Jaguar is starting an electric revolution and is creating the world´s most desirable electric vehicle. With its performance of a sports car, but the eco-friendliness of an electric vehicle, the Jaguar I-PACE demonstrates a manifestation of advances in innovation and design. A vehicle designed for the roads of the future – showing the joys of going electric along the scenic Algarve, exclusive insights from key players as well as interesting facts and figures on the revolutionary I-PACE and the growing electric vehicle sector are covered in this issue.

“COM OS PATINS, VOCÊ

“COM OS PATINS, VOCÊ TEM MAIS CONTROLE INS- TANTÂNEO SO- BRE O GELO. MAS, AO VOLANTE, PRECISA TENTAR RELAXAR E DEI- XAR O IMPULSO LEVAR VOCÊ.” TAMARA KAJAH

ICE ACADEMY CORRIDA ICE CROSS DOWNHILL EXPLICAÇÃO SOBRE O MAIS RÁPIDO ESPORTE SOBRE PATINS Os esportistas competem entre si, descendo até a base de uma pista de gelo com curvas fechadas, saltos e quedas verticais a velocidades que chegam a 80 km/h. O que começou como alguns eventos isolados agora cresceu e se transformou no campeonato mundial Red Bull Crashed Ice, que tem competições no mundo todo e atrai milhares de espectadores, todos ansiosos por descobrir quem vencerá nas categorias masculina, feminina e júnior. PISTA 1: O SLALOM Primeiramente, Jan e Andre mostram a seus pupilos como se faz. Com Mirko no banco do passageiro do F-PACE, Jan manobra o carro com facilidade entre os cones de uma pista de slalom de 300 metros. “Ligue, saia, vire e depois corrija e pise no acelerador de novo”, ele explica. Parece fácil. Porém, como Mirko não demora a constatar, é tudo menos fácil. Ele luta com o volante, enquanto o carro desliza para a esquerda e a direita no gelo “Duas mãos!”, Jan relembra em várias ocasiões. Percorridas algumas voltas, no entanto, ele melhora rapidamente e logo está acelerando com confiança pelos cones. Tamara assiste impressionada. “Agora vem a pressão”, ela observa. Será uma manifestação de seu orgulho esportivo? “Sem dúvida. Detesto não ser boa em algo.” De início mais cautelosa do que Mirko, ela também se mostra bastante ligeira para aprender. “É muito empolgante!”, ela exclama sorrindo, ao parar o carro depois de algumas voltas. Indagada se sua experiência no gelo ajuda na direção, Tamara pensa por alguns segundos antes de responder: “Com os patins, você tem muito mais controle instantâneo sobre o gelo. Mas, ao volante, precisa tentar relaxar e deixar o impulso levar você em alguns momentos.” Pode parecer óbvio, mas pilotar no gelo é muito diferente de dirigir em condições normais, como explica Andre: “É necessário muito menos uso do volante e mais controle através do acelerador e dos pedais de freio.” PISTA 2: O GRANDE CÍRCULO Tendo sentido como os Jaguares se saem nas curvas acentuadas e nas mudanças de velocidade, seguimos para o grande círculo uma pista de 200 metros de diâmetro concebida apenas para o drift. Mais uma vez, os instrutores vão na frente, espalhando neve em seu rastro ao impelirem os carros suavemente num ângulo de quase 90 graus pela pista, numa fenomenal exibição de velocidade controlada. Apesar de rodarem algumas vezes no começo, Tamara e Mirko logo se adaptam. “Estou muito impressionado, mas não muito surpreso”, diz Jan ao observar Tamara dominar a pista. “Os esportistas geralmente têm uma ótima coordenação entre mãos e olhos e são eficientes em aplicar novas habilidades. Apesar de que talvez eu tenha acabado de lançar uma praga contra ela...!”, ele acrescenta quando ela derrapa e se choca com um monte de neve lembrete de como as margens de segurança são reduzidas e tema para refletir enquanto o crepúsculo se descortina do outro lado do lago, anunciando que se encerra o primeiro dos dois dias de curso dos esportistas. O F-TYPE SVR (no alto) e o F-PACE S (no canto inferior esquerdo) propiciam, cada um deles, uma experiência diferente no gelo: o primeiro é rápido e agressivo ao fazer curvas; o último oferece mais equilíbrio entre velocidade e conforto. PISTA 3: TUDO AO MESMO TEMPO AGORA O segundo dia começa em condições magníficas. O gelo reluz ao sol, lindamente emoldurado por um céu azul profundo e colinas forradas de neve. Contudo, a -25°C, o frio é de rachar. Como minha caneta sucumbe ao clima ártico, junto-me a Mirko e Jan no F-PACE quando eles começam a percorrer a terceira pista. Compacta e sinuosa, com uma mistura de curvas fechadas e abertas, ela obriga os pilotos a pôr em prática os diversos elementos que aprenderam no dia anterior. Trata-se de um teste tanto de concentração e paciência quanto de habilidade: direção precisa, combinada com a intensidade de aceleração exata e a capacidade de escolher a linha certa na entrada das curvas. Ainda há momentos de hesitação e de manobras exageradas ou tímidas, mas está claro que Mirko e Tamara fizeram um ótimo progresso em pouco tempo. Estão dirigindo de forma confiante, sem receio de ganhar velocidade e os sorrisos mostram que estão se divertindo como nunca. THE JAGUAR 53